E agora o que é que eu faço?

    Não sei se já posso dizer que são dentes, mas o Salvador está a começar a romper os primeiros dentes e não tem sido fácil.

    É  a primeira vez que falo do Salvador aqui no blog, não que não tenha surgido oportunidade de o fazer, mas porque quero ao máximo preservar a privacidade dele.

    O Salvador é a minha outra parte, é o meu maior amor.
    Não vale a pena estar aqui a tentar descrever porque não é sequer possível.

    Ontem o Salvador completou sete meses (Parabéns ao meu filhote) e têm surgido as fases mais angustiantes para mim.
    Os primeiros dentes do Salvador decidiram começar a romper e não há nada que me custe mais no momento do que vê-lo a sofrer.

    É uma altura muito chata para os bebés, e para mim enquanto pai é doloroso não poder fazer nada para que aqueles momentos passem rápido…

    O Salvador é um bebé super bem disposto e alegre por norma, mas estes dias tem estado mais em baixo, vê-se que está desconfortável e até tem surgido alguma febre.

    Acredito que seja uma fase em que todos os pais passam e se sentem impotentes de certa forma, por isso pesquisei algumas dicas para aliviar o desconforto dos bebés e para a angustia dos pais, que é altamente esgotante!

    Para além dos mimos, há sempre a hipótese de aplicar os géis anestésicos que ajudam a suportar a dor e a tornar o momento menos doloroso para o bebé.

    Também nesta fase é ótimo eles morderem objetos de plástico ou mesmo coisas mais fresquinhas que aliviam as dores nas gengivas.

    De qualquer das formas, se o desconforto e eventualmente a febre persistir, o melhor será mesmo recorrerem ao pediatra para ajudar o bebé a sentir-se o mais confortável possível.

    Agora é esperar esta fase e ver o Salvador dar uma gargalhada com os primeiros dentes já cá fora!

    Têm alguma dica? 🙂